This website requires JavaScript.
Países Baixos Bandeira

Cervejas de Países Baixos

História da cerveja en Países Baixos

A Holanda tinha uma grande indústria cervejeira nos séculos XVI e XVII, com cidades como Delft—125 cervejarias com apenas 10.000 habitantes—, Vlaandingen ou Haarlem, que exportava cerveja para províncias vizinhas como Utrecht ou Brabant. Desde a década de 1930 que as grandes cervejeiras industriais—principalmente a Heineken—conquistaram o mercado e, após a Segunda Guerra Mundial, restaram apenas 20 cervejeiras a nível nacional, pelo que, na década de 1980, a tradicional cena cervejeira holandesa estava praticamente morta. A partir daí, cervejarias como a t'IJ começaram a recuperar estilos artesanais belgas, mas só em 2004, quando Menno Olivier fundou De Molen, é que o movimento craft se instalou definitivamente nos Países Baixos. Depois deles, cervejarias existentes como Jopen ou a mesma t'IJ começaram a elaborar além dos estilos belgas, incorporando estilos internacionais, e com isso novas cervejarias foram adicionadas como Emelisse, Texels ou mais recentemente Frontaal.

Cervejeiros de Países Baixos

Artigo Relacionado